Terms & Conditions

We have Recently updated our Terms and Conditions. Please read and accept the terms and conditions in order to access the site

Current Version: 1

Privacy Policy

We have Recently updated our Privacy Policy. Please read and accept the Privacy Policy in order to access the site

Current Version: 1

Paulista - SP

Brasilia - DF

EnglishעִבְרִיתPortuguêsEspañol

Diálogo, pertencimento e construção coletiva são compromissos de nova diretoria da Escola de Enfermagem – Jornal da USP

foto2.jpg


Vilanice Alves de Araújo Püschel e Ana Luiza Vilela Borges assumiram como diretora e vice-diretora, respectivamente; gestão se encerra em 2027

Por

foto2foto2
(Da esq. p/ dir.) A ex-diretora da escola, Regina Szylit, entrega o capelo à professora Vilanice Alves de Araújo Püschel – Foto: Marcos Santos / USP Imagens

 

Na última quinta-feira, 23 de novembro, as professoras Vilanice Alves de Araújo Püschel e Ana Luiza Vilela Borges assumiram, respectivamente, os cargos de diretora e vice-diretora da Escola de Enfermagem (EE). A cerimônia de posse foi realizada no Auditório Maria Rosa Sousa Pinheiro — nomeado em homenagem à diretora da escola de 1955 a 1978 e expoente da enfermagem no Brasil — e contou com a presença de autoridades universitárias e da área da saúde. Na ocasião também foi entronizado o quadro da diretora da EE no período de 2015 a 2019, Maria Amélia de Campos Oliveira.

Vilanice, em seu discurso de posse, reforçou o compromisso de sua gestão com o diálogo, o pertencimento e a construção coletiva e demonstrou seu intuito em colocar a escola em posição de destaque no cenário nacional e internacional e torná-la ativa nos grandes debates que envolvem a saúde, a enfermagem e a educação. “É uma posição que muito nos honra, ao mesmo tempo em que nos deixa cônscias da responsabilidade de assumir tal gestão e conduzir os desafios deste tempo e contexto histórico, ampliando a voz da liderança e do protagonismo da EE”, disse.

A nova diretora também reafirmou a importância da conquista do piso salarial da enfermagem, resultado de uma luta antiga da categoria, mas considerou que ainda há muito pelo que se mobilizar. Uma das questões é a da formação de enfermeiros no País. “Estamos lutando contra a modalidade EaD na formação em Enfermagem. Não podemos colocar em risco o sistema de saúde brasileiro, a segurança das pessoas, pois saúde não é mercadoria, formação em Enfermagem não é mercadoria”, pontuou.

foto3foto3
A cerimônia de posse foi realizada no Auditório Maria Rosa Sousa Pinheiro — nomeado em homenagem à diretora da escola de 1955 a 1978 e expoente da enfermagem no Brasil – Foto: Marcos Santos / USP Imagens

 

Por fim, ela destacou sua função de continuar construindo a história da EE e seu respeito pelo passado — representado pelas antigas gestões, que fixaram as bases da Enfermagem no Brasil — e pelo futuro — retratado pelos jovens professores, que conduzirão a instituição nos anos vindouros — da escola, responsável pela qualificação da área que considera “a maior força de trabalho em saúde do País e o sustentáculo do SUS.”

O reitor da USP, Carlos Gilberto Carlotti Junior, discursou sobre os deveres dos que assumem cargos de liderança na Universidade: “Quando se ocupa o cargo de diretor, percebe-se mais nitidamente o que a sociedade espera da Universidade de São Paulo. A sociedade espera excelência, o melhor da pesquisa, espera ações que modifiquem a condição de vida dos paulistas e dos brasileiros. Esse protagonismo pesa nas nossas costas, mas estamos falando da USP sendo uma modificadora da condição de vida da nossa população.”

Carlotti também elogiou a antiga gestão da Escola de Enfermagem, que atuou durante a pandemia, e expressou seu apoio às novas diretoras. “Contem com a Reitoria. Nossa disposição é conversar, é colaborar. Somos intermediários dentro da Universidade para servir às nossas unidades”, finalizou.

foto1foto1
As professoras Vilanice Alves de Araújo Püschel (à esquerda) e Ana Luiza Vilela Borges – Foto: Marcos Santos / USP Imagens

Quem são

Vilanice Alves de Araújo Püschel é professora titular da Escola de Enfermagem da USP. Graduada em Enfermagem pela Universidade Católica de Goiás, é mestre pela Universidade de São Paulo e doutora pela mesma instituição. Suas pesquisas relacionam-se à educação em enfermagem, a programas educativos voltados às doenças crônicas e à prática baseada em evidências.

Ana Luiza Vilela Borges é professora titular da Escola de Enfermagem da USP. Possui graduação em Enfermagem pela Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo. Também é mestre e doutora em Saúde Pública pela Faculdade de Saúde Pública da USP e pós-doutora pela Johns Hopkins Bloomberg School of Public Health. É pesquisadora nas áreas de saúde sexual e reprodutiva, com ênfase em contracepção e intenção reprodutiva.

Assista, a seguir, à integra da cerimônia.

*Estagiária sob supervisão de Adriana Cruz





Source link

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Print
plugins premium WordPress