Terms & Conditions

We have Recently updated our Terms and Conditions. Please read and accept the terms and conditions in order to access the site

Current Version: 1

Privacy Policy

We have Recently updated our Privacy Policy. Please read and accept the Privacy Policy in order to access the site

Current Version: 1

Paulista - SP

Brasilia - DF

EnglishעִבְרִיתPortuguêsEspañol

“Foi uma missão com excelentes resultados e perspectivas e vamos trabalhar para consolidar as parcerias” – Jornal da USP

Tongji.jpg


Em visita à China, delegação liderada pelo reitor Carlos Gilberto Carlotti Junior avança para firmar cooperações acadêmicas com universidades e órgãos governamentais

Por

TongjiTongji
Na Universidade Tongji, houve um encontro com os professores Lou Yongqi e Zheng Jialin, respectivamente o vice-presidente da Universidade e o diretor da Escola de Medicina – Foto: Divulgação

 

No dia 2 de dezembro, como segunda parte da programação da missão internacional que uma delegação da USP fez à China, liderada pelo reitor Carlos Gilberto Carlotti Junior, foram realizadas visitas às duas instituições de ensino superior: a Universidade de Tongji e a Universidade Fudan, localizadas na cidade de Xangai.

A programação da delegação da USP à China teve início no último dia 28 de novembro, na cidade de Beijing, onde seguiu até o dia 30, com visitas, encontros e reuniões com representantes de três universidades – Universidade de Agricultura da China, Universidade Renmin da China e Universidade de Pequim -, da Academia Chinesa de Ciências e do Ministério da Educação daquele país.

Além de Carlotti, a delegação é formada pelo pró-reitor de Graduação, Aluísio Augusto Cotrim Segurado; pela vice-presidente da Agência USP de Cooperação Acadêmica Nacional e Internacional (Aucani), Marly Babinski; pelo diretor do Instituto de Geociências (IGc), Caetano Juliani; pelo diretor da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH), Paulo Martins; pelo diretor da Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos (FZEA), Carlos Eduardo Ambrósio; pela diretora da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq), Thais Vieira; pelo diretor do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG), Ricardo Trindade; pela professora da Escola de Comunicações e Artes (ECA), Cecília Mello; e pelo professor da FFLCH, Shu Shangsheng.

“Foi uma missão com excelentes resultados e perspectivas. Agora, é avançar no trabalho para consolidar as parcerias. Nossos projetos incluem a criação de um espaço USP-China Office para acomodar iniciativas conjuntas com universidades e instituições chinesas, o lançamento de editais conjuntos para projetos de mobilidade e de dupla titulação e promoção de workshops entre as universidades”, avaliou o reitor.

FudanFudan
Na Universidade Fudan, que é a primeira universidade pública da China, fundada em 1907, os dirigentes da USP foram recebidos pelo vice-reitor, Jin Li, e pelo diretor do Instituto de Medicina, Liu Yuehua – Foto: Divulgação

 

Em Xangai, a delegação visitou a Escola de Design e Inovação da Universidade Tongji, onde os docentes tiveram a oportunidade de conhecer projetos de design com foco no desenvolvimento sustentável, simulações imersivas, além de laboratórios de impressão 3D.

Em seguida, foram recebidos pelo diretor da Escola de Arquitetura e Planejamento Urbano, Liu Kan. Por fim, houve um encontro com os professores Lou Yongqi e Zheng Jialin, respectivamente o vice-presidente da Universidade e o diretor da Escola de Medicina, que fez uma apresentação sobre a Escola e as possibilidades de colaboração nesta área, incluindo estudos de Saúde Global, Megacidades e Smart Cities e estudos de poluição.

+ Mais

20231101 Visita reitor Academia Chinesa

Posted: 01/12/2023

Também foi assinada uma carta de intenções para o estabelecimento de futura cooperação com os seis Centros Translacionais da Tongji – Neurociência, Células-tronco e Biologia, Medicina Catalítica, Cardiologia, Oncologia, infecção e Imunidade.

Na Universidade Fudan, que é a primeira universidade pública da China, fundada em 1907, os dirigentes da USP foram recebidos pelo vice-reitor, Jin Li, e pelo diretor do Instituto de Medicina, Liu Yuehua.

Em 2017, a Fudan iniciou uma aliança internacional de universidades com a América Latina e dos BRICS (Flauc, na sigla em inglês), da qual a USP faz parte desde então. Atualmente, a universidade tem cerca de 30 alunos brasileiros, mas pretende aumentar o intercâmbio de alunos e docentes nos próximos anos. Durante as visitas, a delegação foi acompanhada pelo cônsul-geral adjunto e chefe do Setor de Ciência, Tecnologia e Inovação do Consulado Geral do Brasil em Xangai, José Roberto de Andrade Filho, que apresentou possibilidades de apoio do órgão para cooperação.





Source link

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Print
plugins premium WordPress