Terms & Conditions

We have Recently updated our Terms and Conditions. Please read and accept the terms and conditions in order to access the site

Current Version: 1

Privacy Policy

We have Recently updated our Privacy Policy. Please read and accept the Privacy Policy in order to access the site

Current Version: 1

Paulista - SP

Brasilia - DF

EnglishעִבְרִיתPortuguêsEspañol

Programa federal seleciona estudantes negros para intercâmbio em Moçambique – Jornal da USP

20231218_intercambio-aluno_negro.jpeg


Edital é voltado a estudantes de licenciatura envolvidos em ações para a Educação das Relações Étnico-Raciais e o Ensino da História e Cultura Afro-Brasileira e Africana

Grupo de estudantes universitários afro-americanos na sala de aula - Foto: Divulgação/CAPES/EBCGrupo de estudantes universitários afro-americanos na sala de aula - Foto: Divulgação/CAPES/EBC
Até 50 estudantes negros serão selecionados para viajar a Moçambique em 2024 – Foto: Divulgação/Capes/EBC

 

Estudantes de cursos de licenciatura que se autodeclaram como pessoas pretas, pardas ou quilombolas e tenham interesse em realizar intercâmbio no exterior podem se inscrever, até o dia 4 de janeiro de 2024, no programa Caminhos Amefricanos, do governo federal. O programa procura contribuir com o combate ao racismo e a promoção de igualdade racial no Brasil por meio de intercâmbios de curta duração em países africanos, latino-americanos e caribenhos. Nesta primeira edição, os estudantes contemplados viajarão a Moçambique.

O programa vai selecionar até 50 estudantes brasileiros de universidades públicas para um intercâmbio de curta duração na Universidade Pedagógica de Maputo. Serão 15 dias de atividades na capital moçambicana, com uma programação que incluirá evento científico, rodas de conversa com movimentos sociais e visitas guiadas a escolas, locais históricos e museus. A viagem será subsidiada por recursos do Ministério da Igualdade Racial.

+ Mais

20231130 luizgodoy regente 1

Posted: 30/11/2023

Os interessados em se inscrever no programa precisam estar regularmente matriculados em um curso de licenciatura a partir do 5º semestre, em qualquer área do conhecimento. Devem ter vínculos com algum grupo correlato aos núcleos de estudos afro-brasileiros e indígenas (NEABIs) ou participar de programas de iniciação científica ou iniciação à docência, desenvolvendo ações de ensino, pesquisa ou extensão voltadas à Educação das Relações Étnico-Raciais e para o Ensino da História e Cultura Afro-Brasileira e Africana.

O resultado final da seleção será divulgado em maio de 2024. As atividades do programa têm início previsto para agosto de 2024. Antes de viajar, os estudantes beneficiados deverão participar de um curso on-line obrigatório, com duração de 40 horas, sobre História e Cultura Afro-Brasileira e Moçambicana.

O edital para consulta e o formulário de inscrição estão disponíveis no site da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). Dúvidas e questionamentos sobre o edital podem ser enviados até o dia 29 de dezembro para o e-mail inscricao.mir@capes.gov.br.





Source link

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Print
plugins premium WordPress